projetos
Indicadores e rendimentos educacionais confeccionados a partir de bases de dados do IBGE

Resumo

Esta pesquisa introduz alguns aspectos das bases domiciliares fornecidas pelo IBGE– que são os Censos Demográficos e as Pesquisas Nacionais de Amostra por Domicílios (PNADs) principalmente no que tange às variáveis educacionais nelas presentes. Tanto o Censo quanto as PNADs são importantes para o estudo da educação por possibilitarem o cálculo de vários indicadores educacionais que podem ser desagregados em vários níveis de unidades geográficas e em variados grupos demográficos e/ou socioeconômicos, como nível de renda, idade, sexo, grupo educacional dos pais etc., além de permitirem o estudo de séries históricas. Num segundo momento, é apresentada a metodologia de cálculo para um conjunto de indicadores educacionais derivados a partir das bases domiciliares, tais como: a taxa de analfabetismo, anos médios de estudo e taxa de escolarização. Cabe ressaltar que com esse conjunto de indicadores educacionais pode-se mensurar a realidade educacional do estado com possibilidades de formulação de politicas publicas. Assim, será possível construir um quadro da evolução da educação brasileira, do estado de Sergipe e dos Municípios sergipanos para os anos de 1991, 2000 e 2010, através dos Censos brasileiros. A partir disso, será possível analisar a evolução dos retornos em educação para os anos de 1993, 1998, 2003, 2008 e 2013 para o estado de Sergipe.

Coordenadora
Fernanda Esperidião 

Período
2016-2017

Financiamento
FAPITEC/SE

parcerias

CEDEPLAR/UFMG

Federação das Indústria do Estado de Sergipe – FIES

Observatório de Sergipe

PPGE/UFBA

University of Illinois at Urbana-Champaign

Universidade de Oviedo
Desenvolvido por EUFABIO.COM.BR / CRIAÇÃO DE SITES, SISTEMAS PARA WEB E IDENTIDADES VISUAIS.