projetos
Impactos socioeconômicos do saneamento na saúde e no ambiente: o caso dos investimentos em água e esgoto no estado de Sergipe

Resumo

Ao longo dos anos, a saúde pública e o saneamento sofreram influências do desenvolvimento político e econômico da constituição do Estado Brasileiro. No período colonial até o início da república, a maior parte das ações de saneamento era realizada em nível individual, situação possível pela ausência de grandes aglomerações humanas, abundância de recursos hídricos, baixo potencial poluidor da produção de esgotos e boas condições de autodepuração dos cursos d’água (Rezende e Heller, 2002). As obras, entretanto, atendiam apenas a uma parte da população, caracterizando um quadro precário das condições sanitárias da época e determinando várias epidemias. A necessidade de melhorar as condições sanitárias levou o poder público a intervir no setor de saneamento. Apesar de importante, a literatura atual acerca do tema ainda não reflete totalmente a importância deste setor, que é carente em termos de pesquisas. De acordo com Berg (2010 apud Oliveira et al., 2012), existem 190 estudos publicados na área de saneamento básico no mundo e o despertar para os trabalhos nesta área surgiu com o estudo pioneiro realizado por Ford e Warford, em 1969, no qual foram estimadas funções de custos para a indústria de água na Inglaterra e no País de Gales. Após sua publicação, outras pesquisas foram direcionadas para esta área, considerando os mais diversos tipos de perspectivas. Neste sentido, levando-se em consideração os diferentes tipos de pesquisas realizadas nesta área, surgiu o interesse de se elaborar uma compilação desses estudos, em nível mundial, nacional e regional, com o escopo dos impactos dos investimentos feito pela - Companhia de Saneamento de Sergipe - DESO no saneamento, particularmente nos segmentos em que a empresa atua que são abastecimento de água e coleta e tratamento de esgotos, na saúde e no ambiente numa análise direcionada para o estado. Este trabalho tem como objetivo resolver a seguinte questão de pesquisa: quais são os impactos socioeconômicos do saneamento (água e esgotos) na saúde e no ambiente, a partir dos investimentos feitos pela DESO.

Coordenadora
Fernanda Esperidião 

Período
2015-2017

Financiamento
FAPITEC/SE

parcerias

CEDEPLAR/UFMG

Federação das Indústria do Estado de Sergipe – FIES

Observatório de Sergipe

PPGE/UFBA

University of Illinois at Urbana-Champaign

Universidade de Oviedo
Desenvolvido por EUFABIO.COM.BR / CRIAÇÃO DE SITES, SISTEMAS PARA WEB E IDENTIDADES VISUAIS.